Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

nelinho5a

 

NELINHO, ex-lateral direito do América-RJ, Barreirense-POR, Deportivo Anzoátegui-VEN, Bonsucesso-RJ, Remo-PA, Cruzeiro-MG, Grêmio-RS, Atlético-MG e Seleção Brasileira.

 

Manoel Rezende Matos Cabral, o Nelinho, nasceu no Rio de Janeiro em 26 de julho de 1950.

Aqui Nelinho no América-RJ

Nelinho foi revelado pelo Olaria, mas assinou seu primeiro contrato como jogador profissional com o América-RJ, no final dos anos 60.

Abaixo time do América-RJ, onde vemos Nelinho em pé, sendo o primeiro da direita para a esquerda.

Foto= arquivo de Nei Medina

E depois Barreirense de Portugal; Deportivo Anzoátegui-Venezuela.

Bonsucesso do Rio de Janeiro.

E pelo Remo, de Belém do Pará, clube que o projetou nacionalmente à partir do campeonato brasileiro de 1972.

Em 1973 foi para o Cruzeiro, onde consolidou-se para o futebol.

Aqui o Cruzeiro de 1973, onde vemos Nelinho sendo o primeiro em pé da esquerda para a direita.

Foto= terceirotempo.ig.com.br

 

 

 

 

 

Esteve no Grêmio de Porto Alegre, onde foi BiCampeão Gaúcho de 1979/80

 

Voltou ao Cruzeiro em 1981.

 

 

Permaneceu na Toca da Raposa até 1982 e seus principais títulos no clube celeste foram os campeonatos mineiros de 1972/73/74 e 77 e a Libertadores da América de 1976.

Nelinho fez parte de uma das maiores formações do Cruzeiro em todos os tempos.

Nos anos 70, o time azul, além do lateral-direito, contava com Raul, Dirceu Lopes, Palhinha, Eduardo, Joãozinho, Roberto Batata, Jairzinho e companhia.

Gol de falta de Nelinho contra o River Plate na final da Libertadores de 1976.

 

Em 1978, Nelinho foi convocado para defender a seleção brasileira na Copa da Argentina.

O Brasil ficou com o título moral, mas Nelinho destacou-se.

O lateral deixou sua marca registrada, o chute forte, em jogo contra a Itália na disputa do 3º lugar.

 

 

O lateral-direito, que em 80 conseguiu chutar a bola para fora do estádio do Mineirão, também brilhou no arqui-rival do Cruzeiro: o Atlético.

Foi um dos principais jogadores na história do Clube Atlético Mineiro.

 

Nelinho chegou ao Galo de uma maneira muito incomum.

O Galo comprou seu passe junto ao Cruzeiro quebrando um tabu de negócios entre os dois clubes mineiros que se iniciou em 1956 após a venda do ex-goleiro Sinval.

Em 1982, depois de quase uma década no Cruzeiro, Nelinho já se sentia desgastado no clube da Toca da Raposa.

Mesmo depois de ser quatro vezes campeão mineiro e uma vez campeão da Taça Libertadores da América em 1976 e disputar 2 copas do mundo representando os Celestes, a diretoria cruzeirense apostava na sua decadência quando Nelinho completou 32 anos.

E o mesmo Nelinho revelou seu desapontamento com os cruzeirenses em 1986 quando encerrou a carreira.

" Quando cheguei aos 32 anos o Cruzeiro apressou em vender meu passe. Quando Elias Khalil mostrou interesse o pessoal da Toca apostavam que o Galo havia comprado um "bonde velho".

Ele conta como terminou sua história no Cruzeiro:

“Yustrich já havia treinado o Cruzeiro e saiu falando mal de mim. Eu disse que não trabalharia mais com ele, mas o contrataram. Não fui eu que quis sair, eles é que não me quiseram mais. Eles queriam me vender e criaram um clima para eu sair. Fizeram o mesmo com o Tostão. Os dirigentes eram muito espertos e acabaram de bem com a torcida, dizendo que foram obrigados a me vender.”

Mas mesmo em fim de carreira, Nelinho brilhou no Galo.

Em cinco temporadas sagrou-se campeão mineiro em 1982,1983,1985 e 1986.

 

 

No ano de 1983, foi premiado com a Bola de Prata dada pela Revista PLACAR como o melhor lateral direito no campeonato Brasileiro daquele ano.

 

No Galo sempre foi titular nos 274 jogos que entrou em campo, quando não muitas vezes capitão da equipe e marcou 52 gols, a maioria em cobranças de falta.

Em seu curriculo Nelinho viveu e protagonizou fatos que entraram para a história do futebol mundial e para o folclore do futebol brasileiro.

Como em 1978, na Copa do Mundo da Argentina, Nelinho marcou um gol contra a Itália, que mesmo estando posicionado na lateral direita chutou com extremo efeito e enganou o goleiro italiano Zoff.

Esse gol garantiu ao Brasil o Terceiro lugar na copa de 78.

Nelinho, ou melhor, seu forte chute também protagonizou outro lance incrível.

Topou o desafio e foi o primeiro jogador a conseguir chutar a bola para fora do Mineirão em 1979.

Abaixo o Atlético de 1983:

 

Nelinho foi um dos maiores cobradores de falta do futebol mundial.

 

 

Títulos no Cruzeiro:

4 Campeonatos Mineiros: 1972/73/74 e 77;

1 Copa Libertadores da América 1976;

Vice-Campeão Mundial Interclubes 1976.


Títulos pelo Grêmio:

BiCampeão Gaúcho 1979/80.

No Atlético: Foram 274 Jogos e 52 Gols Marcados.

Primeiro jogo: 02/05/1982
Atlético 2x2 Cruzeiro-MG – Torneio Heleno Nunes

Último Jogo: 18/02/1987
Atlético 1x2 Guarani-SP – Campeonato Brasileiro/1986


Títulos pelo Atlético:

Campeão Mineiro – 1982, 1983, 1985 e 1986
Campeão da Taça Minas Gerais – 1986

Relação de Gols pelo Atlético:

17/08/1982 - 1 - GALO 1x1 SELECAO DE MANNHEIN/ALEMANHA - AMISTOSO
15/09/1982 - 1 - GALO 4x0 GUARANI/MG - CAMP. MINEIRO 1982
17/11/1982 - 1 - GALO 4x0 GUARANI/MG - CAMP. MINEIRO 1982
06/02/1983 - 1 - GALO 2x0 RIO BRANCO/ES - CAMP. NACIONAL 1983
23/02/1983 - 1 - GALO 2x0 RIO BRANCO/ES - CAMP. NACIONAL 1983
06/03/1983 - 1 - GALO 1x0 JUVENTUS/SP - CAMP. NACIONAL 1983
17/03/1983 - 1 - GALO 1x1 SPORT RECIFE/PE - CAMP. NACIONAL 1983
30/03/1983 - 1 - GALO 3x0 PONTE PRETA/SP - CAMP. NACIONAL 1983
10/04/1983 - 1 - GALO 2x0 AMERICA/RJ - CAMP. NACIONAL 1983
23/04/1983 - 1 - GALO 4x2 AMERICA/RJ - CAMP. NACIONAL 1983
08/05/1983 - 1 - GALO 4x1 SPORT RECIFE/PE - CAMP. NACIONAL 1983
16/07/1983 - 1 - GALO 5x0 CALDENSE/MG - CAMP. MINEIRO 1983
05/08/1983 - 1 - GALO 2x2 GRASSHOPPER/SUICA - AMISTOSO
18/08/1983 - 1 - GALO 2x2 ROMA/ITALIA - AMISTOSO
25/08/1983 - 1 - GALO 4x1 UBERLANDIA/MG - CAMP. MINEIRO 1983
15/02/1984 - 1 - GALO 6x0 BAHIA/BA - CAMP. NACIONAL 1984
15/04/1984 - 1 - GALO 2x4 CRUZEIRO/MG - TORNEIO H NUNES
03/06/1984 - 1 - GALO 1x1 DEMOCRATA-SL/MG - CAMP. MINEIRO 1984
01/07/1984 - 1 - GALO 2x3 VILLA NOVA/MG - CAMP. MINEIRO 1984
14/08/1984 - 1 - GALO 11x1 CINGOLANA/ITALIA - AMISTOSO
19/08/1984 - 1 - GALO 4x1 MODENA/ITALIA - AMISTOSO
02/09/1984 - 1 - GALO 3x0 UBERABA/MG - CAMP. MINEIRO 1984
09/09/1984 - 1 - GALO 1x0 ALFENENSE/MG - CAMP. MINEIRO 1984
30/09/1984 - 1 - GALO 4x0 GUARANI/MG - CAMP. MINEIRO 1984
18/11/1984 - 1 - GALO 3x1 VILLA NOVA/MG - CAMP. MINEIRO 1984
25/11/1984 - 1 - GALO 2x0 ALFENENSE/MG - CAMP. MINEIRO 1984
27/01/1985 - 1 - GALO 1x1 FLAMENGO/RJ - CAMP. NACIONAL 1985
10/02/1985 - 1 - GALO 4x2 SAO PAULO/SP - CAMP. NACIONAL 1985
03/03/1985 - 1 - GALO 2x0 CRUZEIRO/MG - CAMP. NACIONAL 1985
17/03/1985 - 1 - GALO 5x1 NAUTICO/PE - CAMP. NACIONAL 1985
24/03/1985 - 1 - GALO 1x1 SAO PAULO/SP - CAMP. NACIONAL 1985
31/03/1985 - 1 - GALO 2x3 BAHIA/BA - CAMP. NACIONAL 1985
19/05/1985 - 1 - GALO 3x0 IPIRANGA/MG - AMISTOSO
29/05/1985 - 1 - GALO 2x0 GREMIO MARINGA/PR - AMISTOSO
12/06/1985 - 1 - GALO 3x0 DEMOCRATA-GV/MG - CAMP. MINEIRO 1985
29/06/1985 - 1 - GALO 3x1 DEMOCRATA-SL/MG - CAMP. MINEIRO 1985
07/07/1985 - 1 - GALO 1x1 GUARANI/SP - CAMP. NACIONAL 1985
09/08/1985 - 1 - GALO 3x1 ATLETICO BILBAO/ESPANHA - AMISTOSO
18/08/1985 - 1 - GALO 4x4 ROMA/ITALIA - AMISTOSO
01/09/1985 - 1 - GALO 3x1 CRUZEIRO/MG - CAMP. MINEIRO 1985
09/10/1985 - 1 - GALO 2x2 UBERABA/MG - CAMP. MINEIRO 1985
16/10/1985 - 1 - GALO 4x0 NACIONAL-UBERABA/MG - CAMP. MINEIRO 1985
13/11/1985 - 1 - GALO 1x0 UBERLANDIA/MG - CAMP. MINEIRO 1985
19/02/1986 - 1 - GALO 1x0 DEMOCRATA-GV/MG - CAMP. MINEIRO 1986
19/03/1986 - 1 - GALO 2x0 DEMOCRATA-SL/MG - CAMP. MINEIRO 1986
09/04/1986 - 1 - GALO 1x0 VILLA NOVA/MG - CAMP. MINEIRO 1986
01/05/1986 - 1 - GALO 4x0 DEMOCRATA-GV/MG - CAMP. MINEIRO 1986
25/05/1986 - 1 - GALO 1x0 COMERCIAL-CAMPO BELO/MG - AMISTOSO
15/06/1986 - 1 - GALO 4x0 BOAVIAGENSE/MG - AMISTOSO
28/09/1986 - 1 - GALO 4x0 FORTALEZA/CE - CAMP. NACIONAL 1986
25/01/1987 - 1 - GALO 1x1 SOBRADINHO/DF - CAMP. NACIONAL 1986
04/02/1987 - 1 - GALO 1x0 FLAMENGO/RJ - CAMP. NACIONAL 1986

 

 

 

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez

 banner5

Fonte de Pesquisa:

webgalo.comze.com

terceirotempo.ig.com.br

acervo www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

Aqui Nelinho em 1986 no seu Santinho quando venceu a eleição para Deputado Estadual em Minas Gerais.

 

 

 

"Nelinho, você faz parte da história do futebol, e eu Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".