Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

nilobotafogo1927a

 

NILO EX-BOTAFOGO-RJ, BRASIL-RJ, FLUMINENSE-RJ, SELEÇÃO CARIOCA E SELEÇÃO BRASILEIRA

nilobotafogo1927

Nilo Murtinho Braga, o Nilo nasceu a 3 de Abril de 1903 no Rio de Janeiro.

Apesar da baixa estatura Nilo tinha disposição para enfrentar os zagueiros.

Veloz e habilidoso usava essas virtudes para penetrar com facilidade nas áreas adversária para as finalizações, que, na maioria das vezes, resultavam em gol “Pequeno no tamanho, gigante na atuação”.Essa foi a análise que “O Jornal” fez da estréia do atacante Nilo Murtinho Braga na equipe principal do Botafogo, em 4 de abril de 1920, no Torneio Início do Campeonato Carioca, disputado no estádio do Fluminense. O alvinegro não foi bem, sendo eliminado na segunda partida. Mas ganhou um de seus principais craques nas décadas seguintes.

Alvinegro de coração, Nilo aprendeu a gostar do clube acompanhando o tio Oldemar Murtinho ao acanhado campo da Rua São Clemente, onde o time mandou seus jogos no campeonato de 1912. Depois de ser campeão infantil pelo Fluminense, em 1916, ele estreou com a camisa alvinegra num jogo dos terceiros quadros, no Carioca de 1919, com vitória (1 a 0) sobre o Flamengo, em General Severiano).

Nilo continuou nas equipes secundárias até 1921. A partir de então, seu relacionamento com o clube que amava foi de brigas, algumas, e vitórias, muitas.

Em 1922, teve alguns desentendimentos e Nilo resolveu tomar uma atitude inusitada: transferiu-se para o Sport Club Brasil da Série B da 1ª Divisão do Campeonato Carioca porque não gostaria de enfrentar seu clube do coração. Contudo, voltou ao "Glorioso" em 1923, permanecendo até agosto, do mesmo ano. Foi o jogador que mais fez gols pelo Botafogo na competição estadual de 1923. No período de 14 de agosto a dezembro de 1923, atuou pelo S. C. Brasil, novamente,Em 1924 com a saída de seu tio (Oldemar Murtinho) do Botafogo, ingressou no Fluminense por três anos.

Nesse período foi campeão e artilheiro do Carioca de 1924.

Nilo voltou para General Severiano em 1927, ano em que o clube começou a formar o timaço que venceu cinco títulos no início da década de 30.

Abaixo o Time do Botafogo, no Torneio Início no dia 24/04/1927, com a seguinte formação: Neiva, Couto, Alemão, Jeronimo, Alfredinho, Rogério, Ariza, Neco, Nilo, Aché e Claudionor.

luizachenobotafogonotorneioinicio24041927a

 Foto: Revista O Malho

Abaixo o Time do Botafogo, na partida contra o Fluminense no dia 05/06/1927: Neiva, Couto, Octacilio, Pamplona, Almo, Rogério, Ariza, Neco, Nilo, Aché e Claudionor.

luizachenobotafogoxfluminense05061927a

 Foto: Revista O Malho

Abaixo o Time do Botafogo, na partida contra o Vasco, Botafogo 1x1 Vasco no dia 24/07/1927, onde o gol do Botafogo foi marcado por Aché: Baby, Couto, Octacilio, Pamplona, Almo, Rogério, Ariza, Nilo, João, Aché (Maciel) e Claudionor.

luizachenobotafogo1x1vasco1927

 Foto: Revista O Malho

Nilo participou da goleada abaixo onde deixou 6 gols no Villa Isabel

BOTAFOGO 8x1 VILLA ISABEL (RJ)
Competição: Campeonato Carioca de 1927
Botafogo: Neiva, Couto e Octacílio; Pamplona, Almo e Rogério (Jerônymo); Ariza, Neco, Nilo, Aché e Claudionor.
Gols: Nilo (6), Claudionor e Aché.

Excursão do Botafogo em 1927

luizachenobotafogoexcursaoaonorte1927 1928
.
A 17 de novembro de 1927, a bordo do paquete ‘Pedro I’, a delegação do Botafogo empreendeu uma excursão a Belém do Pará, chefiada pelo glorioso Flávio Ramos, que levava consigo o secretário Alarico Maciel e o adido Sylvio Bernardes.

A equipa era treinada por Ramon Platero e agregou os seguintes jogadores para a viagem ao norte: Neiva, Baby, Clóvis, Alemão, Otacílio, Orlando, Nestor, Alberto, Aguiar, Pamplona, Rogério, Macarroni, Ariza, Neco, Nilo, Aché, Claudionor e Alkindar (tendo Póvoa seguido depois). Baby e Nilo embarcaram lesionados e Póvoa seguiu mais tarde.

Nesta excursão o Botafogo apresentou as suas recentes aquisições: Póvoa e Alberto, que se sagraram campeões cariocas pelo São Cristóvão em 1926, e o médio Aguiar, oriundo do Paulistano, que ficou conhecido como o ‘passes de veludo’.

A 24 de novembro de 1927 o Botafogo aportou em Belém e hospedou-se no Grande Hotel, sob a égide oficial do Governador Dyonisio Bentes. Três dias depois, a 27 de Novembro, o Glorioso estreou-se contra o Clube do Remo, iniciando uma série invicta por terras do norte brasileiro. Eis a síntese dos encontros em Belém:

27.11.1927
» Botafogo 5x1 Clube do Remo
» Gols: Ariza (2), Neco, Alkindar e Claudionor (Botafogo); Santana (Remo).
» Equipa: Neiva, Alemão e Otacílio; Alberto, Aguiar e Rogério; Ariza, Neco, Alkindar, Aché e Claudionor.

01.12.1927
» Botafogo 3x1 Combinado Paraense (*)
» Gols: Ariza, Aché e Nilo (Botafogo); Santana (Combinado).
» Equipa: Neiva, Orlando Pessoa e Otacílio; Alberto, Aguiar e Rogério; Ariza, Neco, Nilo, Aché e Claudionor.
(*) Clube do Remo, Paysandu e União Esportiva.

04.12.1927
» Botafogo 6x2 Paysandu
» Gols: Nilo (4), Alkindar e Aché (Botafogo); Cobrador e Oscar (Paysandu).
» Equipa: Neiva, Póvoa e Otacílio; Alberto, Aguiar e Pamplona; Ariza, Alkindar, Nilo, Aché e Claudionor.

08.12.1927
» Botafogo 3x1 União Esportiva
» Gols: Nilo (2) e Neco (Botafogo).
Equipa: Neiva, Póvoa e Otacílio; Rogério, Aguiar e Pamplona; Ariza, Neco, Nilo, Aché e Claudionor.

11.12.1927
» Botafogo 2x0 Combinado Paraense (*)
» Gols: Nilo (2).
» Equipa: Neiva, Póvoa e Otacílio; Alberto, Aguiar e Pamplona; Ariza, Neco, Nilo, Aché e Claudionor.
(*) Remo e Paysandu.

15.12.1927
» Botafogo 2x1 Clube do Remo
» Gols: Claudionor e Nilo (Botafogo).
Equipa: Neiva, Orlando e Otacílio; Macarroni, Aguiar e Roberto (Alberto); Ariza, Alkindar, Nilo, Aché e Claudionor.

A 17 de dezembro de 1927, a bordo do ‘Comandante Ripper’, a delegação botafoguense partiu para São Luís, Maranhão, jogando no dia seguinte. Eis a ficha do jogo:

18.12.1927
» Botafogo 6x0 Seleção Local
» Gols: Rogério (2), Ariza, Alkindar, Aché e Claudionor.
» Equipa: Neiva, Alemão e Otacílio; Alberto, Aguiar e Pamplona; Ariza, Alkindar, Rogério, Aché e Claudionor.

Seguidamente o Botafogo ruma ao Recife, reencontrando novamente uma exaltada torcida que já acolhera efusivamente o nosso clube na excursão de 1919, já relatada no blogue Mundo Botafogo. Nestor e Neco eram os dois únicos jogadores de 1919 que regressaram ao Recife, sendo agora dois experientes jogadores e não as jovens promessas de oito anos antes. Eis a síntese dos encontros no Recife:

25.12.1927
» Botafogo 4x0 Torre
» Gols: Claudionor (2), Neco e Nilo.
» Equipa: Neiva, Alemão e Otacílio; Alberto, Aguiar e Pamplona; Ariza, Neco, Nilo, Aché e Claudionor.

29.12.1927
» Botafogo 1x0 Santa Cruz
» Gol: Aché.
» Equipa: Neiva, Póvoa e Otacílio; Alberto, Aguiar e Pamplona; Ariza, Neco, Alkindar (Nilo), Aché e Claudionor.

01.01.1928
» Botafogo 5x1 Sport
» Gols: Nilo (3), Aché e Neco (Botafogo).
» Equipa: Neiva, Alemão e Otacílio; Alberto, Aguiar e Pamplona; Ariza, Neco, Nilo, Aché e Claudionor.

06.01.1928
» Botafogo 1x1 América (*)
» Gol: Nilo (Botafogo); George (América)
» Equipa: Neiva, Alemão e Otacílio; Alberto, Aguiar e Pamplona; Ariza, Neco, Nilo, Aché e Claudionor.
(*) Aos 86 minutos o árbitro assinalou grande penalidade contra o Botafogo, que abandonou o campo em protesto; George converteu a falta para a baliza vazia e empatou o jogo.

No dia 12 de Janeiro de 1928, trazendo consigo uma campanha invicta, o Botafogo regressou ao Rio de Janeiro no paquete ‘Pará’.

O Botafogo obteve um saldo de 10 vitórias e 1 empate, 38 gols marcados e apenas 8 sofridos. A artilharia distribuiu-se do seguinte modo: Nilo, 15 gols; Aché e Claudionor, 5 gols cada; Ariza e Neco, 4 gols cada; Alkindar, 3 gols; Rogério, 2 gols.

Texto e pesquisa de Rui Moura (blog Mundo Botafogo)

mundobotafogo.blogspot.com

Abaixo o Time do Botafogo que jogou no Torneio Início realizado no dia 01/04/1928, com os seguintes jogadores: Baby, Rogério, Octacílio, Alberto (Cotia), Aguiar e Pamplona, Ariza, Neco, Nilo (Almir), Aché e Juca.

luizachenobotafogo01041928

Artilheiro implacável, Nilo marcou 30 dos 67 gols botafoguenses no torneio do mesmo ano. Peça fundamental nas partidas decisivas, Nilo marcou 69 gols na campanha do tetra em 1932, 1933, 1934 e 1935.

Já distante da rotina diária do clube, Nilo continuou jogando esporadicamente até 16 de maio de 1937, quando se despediu do time, num empate em 2 a 2 com o Olaria. Foram ao todo, 201 jogos e 190 gols, que o deixam como o sexto maior artilheiro botafoguense da história.

 

Abaixo o Botafogo Campeão Carioca de 1932.

botafogo1932a

Nilo foi cinco vezes campeão brasileiro com a Seleção Carioca e disputou a Primeira Copa do Mundo, em 1930, no Uruguai. Pela Seleção, atuou em 19 partidas, marcando 11 gols.Nilo foi artilheiro dos Campeonatos Estaduais de 1924, 1927 e 1933.

Abaixo a chamada Seleção Carioca, onde somente o paulista Araken participou, já que havia se desligado do Santos. Nilo aparece agachado, sendo o segundo da esquerda para a direita.

 

 

Esta foi a seleção brasileira que entrou em campo para enfrentar a Iugoslávia na Copa do Mundo de 1930, primeiro jogo do time nacional em um mundial. No final, a seleção européia venceu por 2 a 1. Preguinho marcou o primeiro gol brasileiro em uma copa do mundo nesta ocasião. Em pé vemos o técnico Píndaro de Carvalho, Brilhante, Fausto, Hermógenes, Itália, Joel e Fernando; ajoelhados estão Poly, Nilo, Araken, Preguinho e Teóphilo

 

Vejam a Seleção Brasileira perfilada em 1930. Em pé estão Brilhante, Fernando, Hermógenes, Nilo, Carvalho Leite, Itália, Fausto e Santana; ajoelhados vemos Teóphilo, Benevenuto, Benedito, Velloso, Doca, Russinho e Preguinho

 

 

Clubes
1918: América-RJ
1919-1921: Botafogo-RJ
1922-1923: Brasil-RJ
1924-1926: Fluminense-RJ
1927-1937: Botafogo-RJ


Nilo Murtinho Braga no Botafogo
Estréia: 07 / 12 / 1919: 2 x 0 Bangu (Campeonato Carioca), Rua Ferrer gols de Carlito Rocha e Joppert.
Despedida; 16 / 05 / 1937: 2 x 2 Olaria (Campeonato Carioca F.M.D.), Rua Cândido Silva gols do Botafogo, Álvaro (2).

Competições / Jogos / Gols
Campeonato Carioca (1919 a 1921 e 1923) 18 / 14
Amistosos (1919 a 1921 e 1923) 7 / 2
Campeonato Carioca (1927 a 1937) 130 / 127
Torneio Preparatório (1932) 3 / 1
Amistosos (1927 a 1935) 43 /46

Total: 201 / 190
No torneio inicio foram 6 gols em 22 partidas.

Títulos
Campeão Carioca (1930, 1932, 1933, 1934 e 1935).

Artilharia
Campeonato Carioca
1927: 30 gols
1933: 19 gols

Seleção Brasileira (1929 a 1931):
Estréia: 09 / 01 / 1929 – 5 x 3 Barracas (Amistoso), Rio de Janeiro.

Jogos: 8
Gols: 6

 

Nilo faleceu a 5 de Fevereiro de 1975 na cidade do Rio de Janeiro.

 

Publicado por: Murilo Dieguez

 banner5

Fonte de Pesquisa:

acervo www.historiadordofutebol.com.br;

Jorge Costa do sosumulas.blogspot.com

Lance: Série Grandes Clubes
BotafogoWikipedia
www.sambafoot.com.br
100 anos gloriosos – almanaque do Centenário
RSSSF Brasil

Claudio Falcão do datafogo.blogspot.com,

Rui Moura do mundobotafogo.blogspot.com

 

 

 nilobotafogo1927

 

 

"Nilo, você faz parte da história do futebol, e eu Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".