Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

lanzoninho150

 

LANZONINHO, ex-ponta direita do Água Verde de Curitiba-PR, Coritiba-PR, São Paulo, Juventus-SP, Corínthians-SP, Palmeiras-SP, Independiente-Argentina, Sport Recife, Santa Cruz-PE, Sport Boys-Peru.

 

 Aqui Lanzoninho no Coritiba

João Lanzone Neto, o Lanzoninho nasceu em Curitiba-PR, em 22 de agosto de 1930.

Abaixo Lanzoninho em 2010.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br


Ponta direita veloz, muito técnico e ótimo finalizador.


Começou a jogar no Água Verde de Curitiba.

Água Verde, na foto abaixo raridade pura, direto do álbum do Carraro, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo, vemos em pé, Lanzoninho sendo, depois do senhor de chapéu, ele aparece como o terceiro em pé, e logo ao seu lado o inesquecível Carraro.

 

Depois, foi vendido ao Coritiba, e depois jogou no São Paulo, Juventus-SP, Corinthians, Palmeiras, Independiente (Argentina), Sport Recife, Santa Cruz e Sport Boys (Peru).

Jogou no Coritiba em 1949, 1950, 1951 e 1958.

Irmão de Neno e Lanzoni, também atletas coritibanos.

Pelo time de Aspirantes do Cori, o meio-campista foi campeão em 1949.


O atleta estreou na Taça Cidade de Curitiba, em fevereiro de 1949 e sua despedida do time Verde e Branco do Alto da Glória foi em 21/01/1951,num clássico: Cori 2×2 Ferroviário, último jogo do Paranaense de 1950, no qual o Coxa foi prejudicado pela arbitragem, que invalidou um gol legítimo de Renatinho.

A carreira internacional do meio-campista foi marcada pelas participações vitoriosas no Independiente (Arg), Sport Boys (Peru) e Milionários (Colômbia, em 1965). Depois de conhecer o futebol de fora do Brasil, o meia voltou ao país de origem, passando pelo Noroeste, Portuguesa Santista, Tupy (Joinville). Lanzoninho também trabalhou pelo América, da Colômbia.

Vestindo a camisa alviverde, Lanzoninho voltou ao Coxa para uma partida.

Foi em 20/04/1958, quando o Cori fez 2×3 Operário.

O jogador fez contrato de uma partida apenas, pois ele tinha encerrado seu contrato com a Ponte, então veio jogar para o Coxa, e foi para o São Paulo, pois já tinha contrato assinado com o time do Morumbi.

Nos anos 70, foi auxiliar técnico e virou técnico do Coritiba em 1971, 1972, 1974 e 1977, uma carreira de muitas vitórias no Alto da Glória (informações do acervo dos Helênicos).


Na foto abaixo Lanzoninho é apresentado ao time do Água Verde como técnico no final dos anos 60.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

Como técnico foi quem montou o grande time do Coritiba dos anos 70.

Aqui Lanzoninho Técnico do Coritiba.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

Abaixo todas as informações recebidas pelo amigo e Historiador Luiz Fernando Evaristo:



Nas fotos você vai ver uma foto dele com o Neno, ele com a camisa do Coritiba, e o Neno (que era irmão dele) com a camisa do Atlético.

Lanzoninho e o irmão Neno do Atlético.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo


Na foto "águaverde", é ele sendo apresentado ao time como técnico no final dos anos 60.


Numa foto antiga do Coritiba você vai ver o Fedato (segundo em pé da esquerda pra direita) e o Lanzoninho (segundo abaixado também da esquerda pra direita).

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo


Do Coritiba, Lanzoninho seguiu uma carreira em vários times brasileiros e também da América do Sul.

Em 07/03/1951 foi vendido para a Ponte Preta, de onde saiu para o time tricolor de São Paulo, onde jogou em 1953, 1955, 1956 e 1958. No São Paulo, o meia fez um total de 154 partidas.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo


E sobre a foto com o Pelé é o seguinte.

Quando o Lanzoninho ia jogar em Bauru contra o Noroeste, quem engraxava as chuteiras dele era um gurizinho negro bem magrinho.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

Certa vez atuando pelo São Paulo, o Pelé foi abraçar o Lanzoninho e lhe disse:


- Lanzone, lembra de mim?
O Lanzoninho respondeu:
- Nossa, mas quem é que não conhece você, Pelé!
Então o Pelé disse-lhe:
- Nossa, você não está lembrado de mim?
O Lanzoninho de novo:
- Meu Deus! O mundo inteiro conhece como o rei do futebol, como é que eu não vou saber quem é você?
Então o Pelé finalizou:
- Lanzoninho, lembra daquele garotinho que engraxava tuas chuteiras quando você ia jogar em Bauru? Era eu...

Do futebol paulista, Lanzoninho se transferiu para o futebol de Recife, indo jogar no Santa Cruz (1957).

Ele voltaria ao futebol pernambucano para jogar no Sport, onde também foi campeão.

Lanzoninho também voltou a São Paulo, para jogar no Juventus e depois Corínthians e Palmeiras.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

Lanzoninho, foi um jogador paranaense exemplar de muitas conquistas no futebol brasileiro e mundial.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

Depois, de 1960 a 1963, jogou no Corinthians, fazendo 54 partidas e depois no rival Palmeiras, em 1962 no Palmeiras, onde fez 9 partidas.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

A carreira internacional do meio-campista foi marcada pelas participações vitoriosas no Independiente (Arg), Sport Boys (Peru) e Milionários (Colômbia, em 1965).

Depois de conhecer o futebol de fora do Brasil, o meia voltou ao país de origem, passando pelo Noroeste, Portuguesa Santista, Tupy (Joinville).

Lanzoninho também trabalhou pelo América, da Colômbia.

Vestindo a camisa alviverde, Lanzoninho voltou ao Coxa para uma partida.

Foi em 20/04/1958, quando o Cori fez 2×3 Operário.

O jogador fez contrato de uma partida apenas, pois ele tinha encerrado seu contrato com a Ponte, então veio jogar para o Coxa, e foi para o São Paulo, pois já tinha contrato assinado com o time do Morumbi.

Nos anos 70, foi auxiliar técnico e virou técnico do Coritiba em 1971, 1972, 1974 e 1977, uma carreira de muitas vitórias no Alto da Glória (informações do acervo dos Helênicos).

Abaixo Lanzoninho no Independiente da Argentina, ele está agachado sendo o segundo da direita para a esquerda.

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

Abaixo jornal de quando Lanzoninho jogou no Sport Boys do Peru, e foi o melhor da partida, como vemos na manchete do Jornal!!!!

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviaida pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

Histórico de times em que jogou:


Água Verde - 1947/49
Coritiba - 1949/51
Ponte Preta - 1952
São Paulo - 1953/57
Santa Cruz (PE) - 1957/58
Juventus (SP) - 1958/59
Santa Cruz (PE) - 1959
Corinthians - 1960
Palmeiras - 1961
Independiente (Argentina) - 1961/63
Britânia (PR) - 1964
Tupy (SC) - 1964/65
Sport Boys (Peru) - 1965

Fonte de pesquisa:

Historiador Luiz Fernando Evaristo, Helênicos e globoesporte.globo.com

http://globoesporte.globo.com/platb/pr-torcedor-coritiba/2010/02/13/um-pouco-da-historia-vitoriosa-de-lanzoninho/ de Luiz Carlos Betenheuser Júnior

 

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

Abaixo Lanzoninho e o Historiador Luiz Fernando Evaristo

Foto: www.historiadordofutebol.com.br, enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

Lanzoninho em foto de 2013

Foto: globoesporte.globo.com/platb/pr-torcedor-coritiba/2010/02/13/um-pouco-da-historia-vitoriosa-de-lanzoninho/

enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

 

Entrevista exclusiva com Lanzoninho em março de 2014.

Em Março de 2014 Marcelo Dieguez foi a Curitiba, onde Lanzoninho concedeu uma entrevista exclusiva e histórica para a posteridade, relembrando fatos e jogadores históricos, como Leonidas da Silva, Zizinho, Pelé, entre muitos outros com quem teve o prazer de jogar a favor e contra, esta visita foi juntamente com o amigo Reginaldo Aracheski que é proprietário do Memorial do Futebol da Lapa.

 

 

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez

 banner5

Fonte de Pesquisa:

Entrevista Exclusiva de Lanzoninho para O Historiador do Futebol em 2014

acervo www.historiadordofutebol.com.br;

Historiador Luiz Fernando Evaristo que nos enviou todas as fotos de Lanzoninho além das informações de sua carreira no futebol,

 

 

 

 

Em Março de 2014 Marcelo Dieguez e Lanzoninho em Curitiba, após a entrevista histórica.

 

 

 

"Lanzoninho, você faz parte da história do futebol, e eu Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".