Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

jordan2a

JORDAN, ex-lateral do Flamengo-RJ, São Cristóvão-RJ e Seleção Brasileira.

 

 

Jordan da Costa, o Jordan nasceu no dia 24 de novembro de 1932 na cidade do Rio de Janeiro.

Começou a carreira no São Cristóvão.

Revelado pelo São Cristóvão no Carioca de 1951, Jordan recusou várias propostas de outros clubes para defender o Flamengo, clube de seu coração, a partir do ano seguinte.

 

Como volante e lateral-esquerdo jogou de 1952 até 1963 no Flamengo, com 608 partidas é o 4º jogador com mais partidas, atrás apenas de Júnior, Zico e Adílio.

Foto do Flamengo de 1952 no primeiro ano de Jordan no Flamengo, jogo da final do Torneio Início do Rio de Janeiro, vitória do Flamengo sobre o Vasco com o placar de 1 x 0 gol de Jadir, e a escalação é a seguinte: Aristóbulo, Jadir, Jordan, Antoninho, Cido e Leone;

Agachados: Aloysio, Neca, Huguinho, Clóvis e Zagallo.

Acima foto de Aloysio que aparece como o primeiro da esquerda para a direita, no outro canto aparece Zagallo, e Jordan aparece em pé sendo o terceiro da esquerda para a direita.

Foto do arquivo pessoal de Aloysio, e retirado do site acessa.com

Na Gávea, fez histórica ‘linha média’, como se dizia na época, juntamente com Jadir e Dequinha no fabuloso time apelidado de ‘Rolo Compressor’, tricampeão do Rio em 1953, 54 e 55, sob o comando do paraguaio Fleitas Solich.

Das 84 partidas disputadas naquela campanha, o lateral ficou de fora de apenas duas.

Aqui o Time do Flamengo Campeão Estadual de 1953, e vemos Jordan em pé, sendo o sétimo da direita para a esquerda.

Foto= www.flaestatistica.com

 

Abaixo o Flamengo de 1954, onde vemos a escalação descrita na foto

Foto=www.flaestatistica.com

 

 

Foto=www.flaestatistica.com

.

Abaixo a foto do time do Flamengo Bi-Campeonato Estadual do Rio de Janeiro 1953/1954.

 

Abaixo a foto de todo o time com a faixa do Bi-Campeonato Estadual do Rio de Janeiro 1953/1954.

Foto=www.flaestatistica.com

 

Abaixo outra foto de 1954 em amistoso Internacional na Hungria.

 

 

ABAIXO O COMBINADO VASCO / FLAMENGO (BR)

Foto e texto=sosumulas.blogspot.com

Em pé: Hélio, Paulinho de Almeida e Pavão ; Jadir, Dequinha e Jordan

Agachados: Joel , Paulinho, Dida, Pinga e Parodi

 

COMBINADO VASCO / FLAMENGO (BR) 3 X 1 COMBINADO RACING / INDEPENDIENTE (ARG)
Data: 23/12/1955
Amistoso Internacional
Local: Estádio do Maracanã
Árbitro: Harry Davis (ING)
Gols: Paulinho 7'/1ºT , Rodolfo Michelli 15'/1ºT, Dida 25'/1ºT,Parodi 11'/2ºT (FLA-VAS).


COMBINADO VASCO / FLAMENGO: Hélio[VAS], Paulinho de Almeida [Vas] e Pavão [Fla]; Jadir [Fla], Dequinha [Fla] e Jordan [Fla]; Joel [Fla], Paulinho [Fla] (Ademir Menezes [Vas]), Dida [Fla] (Vavá [Vas]), Pinga [Vas] e Parodi [Vas].


COMBINADO RACING / INDEPENDIENTE: Rogério Dominguez [Rac], Norberto Anido [Rac] e José García Perez [Rac]; Nestor de Vicente [Rac] (José Varacka [Ind] (Alberto Brito [Ind])), Vladilao Cap [Rac] e Natalio Sivo [Rac]; Rodolfo Michelli [Ind], Danse Juárez [Ind] (Manoel Bianco [Rac]), Ricardo Bonelli [Ind], Ernesto Grillo [Ind] e Oswaldo Cruz [Ind].

No dia 23 de dezembro de 1955, Vasco e Flamengo formaram um único time para enfrentar um combinado Racing xIndependiente no Maracanã.

A partida foi em homenagem ao presidente rubro-negro Gilberto Cardoso que falecera pouco mais de um mês antes, em 16 de novembro, após um jogo de basquete de seu clube.

Era a segunda vez que os dois arqui-rivais uniam forças numa partida de futebol e o resultado foi uma vitória por 3 a 1 sobre os argentinos, gols do vascaíno Parodi e dos flamenguistas Paulinho e Dida.

Como o combinado atuou com o uniforme rubro-negro, esse jogo tornou-se o único na História em que Ademir Menezes e Vavá, ídolos do Vasco, envergaram a camisa do Flamengo.

 

Foi um dos melhores marcadores de Garrincha e nunca foi expulso.

 

Abaixo foto do Flamengo de 1955.

 

Foto=www.flaestatistica.com

 

Foto=www.flaestatistica.com

 

Jordan foi durante cerca de 20 anos o jogador que mais defendeu a camisa rubro-negra: 608 partidas entre a estreia (vitória de 3 a 1 sobre o Deportivo Cali-COL em amistoso no Maracanã, em janeiro de 1952) e o último jogo (derrota para o Bangu por 2 a 1, pelo Carioca, em setembro de 1963).

Foto=www.flaestatistica.com

 

Foi convocado para a Seleção Brasileira para a disputa da Taça Oswaldo Cruz contra a Seleção do Paraguai, Brasil 3 x 0 em 13 de Novembro de 1955, mas não jogou.

 

Contra seu ex-clube, o São Cristóvão, Jordan esteve presente na maior goleada da história do Maracanã, quando o Flamengo aplicou 12 a 2 no São Cristóvão, pelo Campeonato Carioca de 1956.

Mas a foto abaixo é do jogo contra o Madureira do dia 21/07/1956, na vitória de 1 x 0 para o Flamengo com o gol de Paulinho.

Em pé: Chamorro, Servílio, Pavão, tomires, Dequinha e Jordan;

Agachados: Joel, Paulinho, Índio, Evaristo e Zagallo.

 

Abaixo o Flamengo TriCampeão Carioca, quando foi jogar em Curitiba no dia 06/04/1956 contra o Campeão Paranaense de 1955, a equipe do CAMA o Clube Atlético Monte Alegre.

Escalação: Servílio, Ari, Jadir, Milton Copolilo, Tomires e Jordan;

Agachados: Joel, Rubens, Henrique, Benitez e Zagallo.

Foto= arquivo pessoal de Marcelo Dieguez cedida pelo amigo Historiador Cação in memorian

Gols desta partida: Henrique fez 1, Joel fez 2 gols, Zagallo fez 2 gols, e Babá que entrou no lugar de Joel fez mais 1 gol para o Flamengo. E para o CAMA Nelson e Ocimar fizeram os 2 gols.

Ainda entraram na partida pelo Flamengo além de Babá, o Dida, Duca e Joubert.

 

Jordan honrou o manto como poucos em todos os 608 jogos que fez.

 

Este número o colocou durante muito tempo como o jogador que mais atuou pelo Flamengo, sendo só superado por três jogadores da geração que ganhou o mundo: Junior, Zico e Adílio.

Outro grande feito do lateral esquerdo foi ter sido o melhor marcador do craque Garrincha, que atuava pelo Botafogo.

De acordo com o próprio “Anjo das Pernas Tortas”, Jordan foi também o seu mais leal marcador.

A lealdade, por sinal, marcou a carreira do ilustre atleta, que nunca recebeu um cartão vermelho sequer.

 

Abaixo uma do Flamengo de 1959

Em pé: Joubert, Fernando. Milton Copolino. Jadir. Dequinha e Jordan.

Agachados: Luis Carlos. Moacir. Henrique. Dida e Babá.

Foto=flaguara.blogspot.com

ABAIXO O FLAMENGO DE 1960

 

 

 

 

Já os gols foram apenas três, curiosamente todos em partidas pelo Torneio Rio-São Paulo: o primeiro nos 2 a 0 sobre o Corinthians em 15 de maio de 1955; o da vitória de 1 a 0 no Fla-Flu de 27 de março de 1958; e o do empate contra o Botafogo, que daria início à virada rubro-negra por 3 a 1, em 24 de março de 1960.

 

 

Abaixo outra de 1961, onde vemos: Ari, Nelinho, Bolero, Jadir, Joubert e Jordan;

Agachados: Joel, Gerson, Henrique, Manuelzinho e Babá

 

 

Também sagrou-se campeão do Torneio Rio-São Paulo em 1961 e, no mesmo ano, do Torneio Octogonal de Verão, título injustamente esquecido, no qual o Rubro-Negro enfrentou Vasco, São Paulo, Corinthians, os argentinos River Plate e Boca Juniors e os uruguaios Nacional e Cerro, em partidas nas capitais carioca e paulista, além de Buenos Aires e Montevidéu. Uma espécie de antecessor da Copa Mercosul.

 

 

 

 

 

Jordan é do tempo em que o Flamengo – e todos os grandes clubes brasileiros – viajava pelo mundo, levantando troféus em torneios amistosos nos quatro cantos do globo, da Argentina à Tunísia, da Suécia a Israel.

Também é do tempo dos pontas.

E travou grandes duelos com os grandes extremas-direitas da época (Sabará, do Vasco; Telê, do Fluminense; Canário, do America, entre tantos outros), nos quais se notabilizou pela técnica e lealdade, especialmente quando enfrentava um atacante em especial: Garrincha, que em inúmeras vezes o apontou como seu melhor marcador.

 

Fla x Flu de 1963 final do Carioca

 

Naquele jogo, no dia 15 de dezembro, registrou-se o maior público entre dois clubes no futebol brasileiro: 177.020 torcedores, fora os penetras e caronas.

Nessa partida 16.947 espectadores não pagaram ingresso.


(Fonte: O Vermelho e o Negro - A pequena grande história do Flamengo - Ruy Castro)

1° Jogo: 27 de Janeiro de 1952 (Flamengo 3 x 1 Deportivo Cali)


Títulos


Pelo Flamengo

1952

. Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro
. Campeão do Torneio Quadrangular do Peru
. Campeão do Troféu Cidade de Arequipa (Peru)

1953

. Campeão Carioca de Futebol
. Campeão do Torneio Quadrangular da Argentina
. Campeão do Torneio Quadrangular de Curitiba

1954

. Campeão Carioca de Futebol
. Campeão do Torneio Internacional do Rio de Janeiro

1955

. Campeão Carioca de Futebol
. Campeão do Torneio Internacional do Rio de Janeiro

1956

. Campeão do Troféu Embaixador Oswaldo Aranha (RS)

1957

. Campeão do Torneio Internacional do Morumbi (SP)
. Campeão do Troféu Ponto Frio (RJ)
. Campeão da Taça Brasília (RJ)
. Campeão do Troféu Almana Idrotts Klubben (AIK)

1958

. Campeão do Torneio Quadrangular de Israel
. Campeão do Troféu Sporting Club de Portugal

1959

. Campeão do Torneio Hexagonal do Peru
. Campeão do Torneio Início do Rio de Janeiro

1961

. Campeão do Troféu Magalhães Pinto (MG)
. Campeão do Torneio Octogonal de Verão
. Campeão do Torneio Rio-São Paulo

1962

. Campeão do Torneio Triangular da Tunísia

1963

. Campeão Carioca de Futebol

 

 

 

Foto de 1961 ano em que foi Campeão do Torneio Rio-São Paulo, Torneio Octogonal de Verão e do Troféu Magalhães Pinto em Minas Gerais.

Foto= arquivo pessoal de Jordan direto do blog: blogs.lancenet.com.br

Jordan também é da época em que a expressão ‘amor à camisa’ não parecia tão surrada assim: em 1963, aos 31 anos, poderia ter trocado o Fla por outro clube, quando perdeu espaço na equipe de Flávio Costa diante do surgimento de outro grande lateral da Gávea, Paulo Henrique.

Mas não o fez. Preferiu encerrar a carreira no clube do coração, como não fizesse mais sentido defender outro que não o Rubro-Negro.

Além do Fla, Jordan tinha outra grande paixão: a Estação Primeira de Mangueira.

Criado na comunidade – na qual morou durante muito tempo mesmo depois de já defender o Rubro-Negro -, o jogador tinha forte ligação com o samba e a escola verde e rosa, pela qual desfilou por décadas.

Jordan atuou 11 anos pelo Flamengo.

Jordan estava com diabetes e teve a perna direita amputada em fevereiro de 2012.

Ele estava internado há nove dias no hospital após ter se sentido mal com complicações derivadas do diabetes.

Faleceu no dai 17/02/2012, às 6h30, no hospital Salgado Filho (Méier, Zona Norte do Rio), um dos jogadores mais importantes da história do Flamengo: Jordan da Costa, lateral-esquerdo do segundo Tri Estadual, em 1953/1954/1955.

Foto= flamanolos.blogspot.com Editado por Renato Croce

Vejam abaixo entrevista sobre a carreira de Jordan, onde sua filha Jordânia e sua esposa Edna Chagas da Costa nos responderam com muita gentileza e carinho

1-Nome completo= Jordan da Costa

2-Data e local de nascimento= Rio de janeiro, 21 de outubro de 1930

3-Posição= Lateral esquerdo

4-Onde e quando começou sua carreira= Esporte Clube Bandeirantes e dali foi convidado para o São Cristóvão de Futebol e Regatas em 1944.(juvenil)

5-E como foi sua estréia= Contra o juvenil do Madureira, no campo do são Cristóvão, vitória de 3x1, jogou como zagueiro central, com excelente estréia e ganhou o bicho usual dos juvenis em caso de vitórias: Cr$30,00.após atingir a maioridade apareceu a chance almejada, faltava um half esquerdo no S. Cristóvão. E ele foi contratado. Sua estréia foi no ano de 1950, num amistoso contra o Canto do Rio, no campo do São Cristóvão, vitória de 2x1 com o seguinte time: Marujo, Waldir e Torbis, Geraldo Bulau, Jordan Geraldinho, Nestor, Mendonça e Magalhães.

6-Adversários que gostava de jogar=

7-Títulos= Primeiro título de campeão do torneio início pelo juvenil do são Cristóvão. Campeonato Carioca (1953, 1954, 1955 e 1963), Torneio Rio-São Paulo (1961), Torneio Início (1952 e 1959), Torneio Quadrangular do Peru (1952), Torneio Quadrangular de Curitiba (1953), Torneio Internacional do RJ (1955), Taça dos Campeões Estaduais (1956), Torneio Internacional do Morumbi (1957), Torneio Quadrangular de Israel (1958), Torneio Octogonal de Verão (1961) e Torneio Triangular da Tunísia (1962) .

8-Medalhas e troféus= Premio Belfort Duarte e etc,,,

9-Jogos inesquecíveis= Em 1953, Flamengo e Vasco , 4x1. Foi a maior partida de sua carreira esportiva.

10-Jogo que poderia ser esquecido=

11-Ídolos= Zizinho. Desde criança aprendeu a admirá-lo e aplaudi-lo.

12-Você fez muitos amigos no futebol= Sim. Jadir, Ary, Dequinha, Garrincha, Garcia, Zagalo e muitos outros.

13-Tem contato com estes amigos= xxxxxxxx

14-Técnicos que trabalharam contigo= João Luiz, no Juvenil do São Cristóvão; Camarão,já nos profissionais dos alvos; Arquimedes; Afonsinho; Zoulo Rabelo;Flávio Costa; Jaime de Almeida; Freitas Solich; Otto Glória; Zezé Moreira.

15-Alguma história engraçada= A aposta que fez com Garrincha para o jogo do Flamengo x Botafogo, em 15 de dezembro de 1962 no Maracanã, onde decidiria a cor da Padaria do Bassil . Resultado: 3x0 Botafogo. Jordan teve que pagar a aposta, mandando revestir a padaria em preto e branco. Até hoje a padaria mantém os azulejos. Padaria escolhida por que era o local preferido deles.(Rua Senhor dos Passos, 235.Saara
http://riodejaneiroadezembro.wordpress.com/2009/09/25/padaria-bassil-a-melhor-esfirra-do-rio/


16-Gols= 03

17-Gol mais importante=

18-Gol mais bonito=

19-Sequência de times que jogou= São Cristóvão de Futebol e Regatas, Clube de Regatas Flamengo.

20-Frase= ” Jordan, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida”.

21-Mensagem= "O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".
(Fernando Pessoa)

 

 

 

Abaixo em 2005 vemos Jordan, Ex-gerente de um órgão do MF, Ex-gerente da ASSEFAZ e Jordânia filha de Jordan.

 

 

Aqui outra de 2005 com Jordan recebendo uma placa em Homenagem a sua carreira

 

Abaixo os Homenageados pelo aniversário da Conquista do Torneio Rio-São Paulo de 1961, Carlinhos, Joubert e Jordan.

 

 

 

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez

 banner5

Fonte de Pesquisa:

acervo www.historiadordofutebol.com.br

Entrevista de Jordan através de sua filha Jordânia

Fotos de sua filha Jordânia

flamanolos.blogspot.com;

www.flamengo.com.br;

globoesporte.globo.com

blogs.lancenet.com.br

sosumulas.blogspot.com

 

 

 

 

 

"Jordan, você faz parte da história do futebol, e eu Marcelo Dieguez O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".