Documento sem título

RENATO CARIOCA, ex-atacante do América-RJ, Flamengo, Fluminense, Servette F.C. da Suíça, Botafogo, Emelec do Equador e Seleção Brasileira.

 

 

Laércio da Silva Vieira Canil, conhecido como Renato Carioca nasceu no dia 18 de Agosto de 1966 em Quatis - RJ na Região Sul do Estado.

 

Renato Carioca em 1985 pela Seleção Brasileira de Juniores.

 

 

 

 

Filho de Antônio Alves Canil e Leny da Silva Vieira Canil, um menino que nasceu para deixar seu nome registrado na história do futebol.

 

 

 

Aqui 2 fotos de Renato Carioca em 2009 com a camisa do Flamaster.

 

Fotos: arquivo www.renatocarioca.com.br

 

 

 

Ainda jovem, Laércio treina em escolinhas de Quatis - RJ - Região Sul do Estado e Porto Real - RJ, onde aprende os fundamentos do futebol com seus treinadores Marcio Xavier, Helio(Careca), Sebastião(Touro), Ézio Coletta, João da Barrinha, Léo Montenegro e Maracanã.

 

 

À dirieta Renato Carioca ainda garoto, ele é o primeiro da direita para a esquerda.

Foto: arquivo www.renatocarioca.com.br

 

 

 


Em 1981 Laércio foi levado por Coronel ex-lateral do Clube de Regatas Vasco da Gama e Seleção Brasileira para Cruzeiro - SP, onde Coronel era treinador da equipe profissional.

 

 

Aqui Renato ainda no juvenil

 

Foto: arquivo www.renatocarioca.com.br

 

 

 

 

Depois foi para o Rio de Janeiro jogar no América, trocado por um jogo amistoso de juniores entre América X Cruzeiro -SP. Acharam que o nome Laércio não seria o ideal para um jogador de futebol.


Coronel conterrâneo de Renato e amigo de seu pai Antonio Alves Canil "Seu Mané", lembrou que na sua familia tinha muitos nomes Renato. E escolheu este nome, Renato achou a idéia interessante e levou adiante.

Pois achou uma forma de homenagear seu avô "Renato Canil", que gostava muito de futebol. Sobre o "Carioca", foi que quando Renato jogava no Flamengo, o Renato Gaúcho voltou ao Brasil vindo da Itália, por isso o Renato "Carioca".

 

 

Renato Carioca então começou a jogar no América do Rio em 1981, onde jogou 160 partidas e fazendo 65 gols.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos: arquivo www.renatocarioca.com.br

 

 

No América ele jogou até 1988, e conta que seu jogo mais importante foi contra o São Paulo no Maracanã., era o segundo jogo da semifinal do Brasileiro de 1986/1987.

 

Seu gol mais importante no América foi contra o Bangu em Moça Bonita em 1987,num cruzamento de Luizinho Lemos ele deu um chapéu no adversário com o peito e arrematou num voleio de primeira no ângulo.

 

 

E sua principal conquista pelo América foi o 3º lugar no Campeonato Brasileiro de 1986.

Sua melhor equipe no América, foi a de 86/87 com: Regis, Polaco, Bene, Denilson, Paulo César, Muller, Serginho, Renato Carioca, Pedro Paulo, Luisinho Lemos e Paulo Henrique. Técnico: Pinheiro.

Seus técnicos no América foram: Antônio Clemente, Luiz Henrique, Pinheiro, Jair Pereira, Wanderley Luxemburgo, Danilo Alves, Djalma Cavalcante, Paulinho de Almeida, Jorge Vieira.


Nos anos entre 1983 e 1987 Renato teve participações na Seleção Carioca de Juniores, na Seleção Brasileira de Juniores e Seleção Brasileira de Novos.

 

 

 

Renato Carioca e o amigo Romário no Sul-Americano do Paraguai em 1985, onde foram Bi-Campeões.

 

 

 

Foto: arquivo www.renatocarioca.com.br

 

 

 

 

 

 

Seleção Brasileira jogou de 1983 a 1987, onde fez 18 partidas e anotou 7 gols.

Conta que seu jogo mais importante foi a Final do Sul Americano em Assunção “Paraguai” contra o próprio Paraguai 1985.


E seu gol mais bonito pela Seleção foi contra a Bolívia em Acapulco - México, em 1985, Renato entrou driblando a defesa e chutou na saída do goleiro.


Conquistas pela Seleção Brasileira:

Bicampeão Sul - Americano 1985 "Paraguai";

Campeão do Torneio de Acapulco "México" 1985

Sua melhor equipe na Seleção foi a Seleção de Juniores de 85 com: Tafarel, Luciano, Luiz Carlos, Henrique, Dida, João Antônio, Silas, Renato Carioca, Neto, Romário e Gerson. Técnico Jair Pereira.


Depois de uma ótima passagem pelo América, em 1988 Renato é contratado pelo Clube de Regatas do Flamengo.

 

Renato Carioca quando chegou ao Flamengo, ele foi figurinha de álbum no Campeonato Brasileiro.

 

 

Fotos: arquivo www.renatocarioca.com.br

 

Renato jogou no Flamengo de 1988 a 1990, onde atuou em 66 partidas e estufou as redes 26 vezes, sendo que foi o Maior artilheiro da temporada de 1989.

 

Seu jogo mais importante pelo Mengão foi contra o Vasco no Maracanã, final da Taça Guanabara de 1989.

 


Seu gol mais bonito pelo Flamengo foi contra o Ajax em Amsterdãm (Holanda), em 1988, Renato chutou forte de fora da área no ângulo.


Conquistas pelo Flamengo:

Torneio de Amsterdãm Holanda 1988;
Torneio Huelvas Espanha 1988;
Taça Guanabara 1989 ;
Campeão do torneio de Hamburgo Alemanha 1988;
Torneio Colombino Espanha 1988 .

Sua melhor equipe no Flamengo foi o Mengão de 89- Zé Carlos, Jorginho, Aldair, Zé Carlos II, e Leonardo, Ailton, Zinho, Renato Carioca, Zico, Bebeto e Alcindo. Técnico: Telê Santana.

Seus técnicos no Flamengo: Candinho, Carlinhos, Telê Santana, Waldir Espinosa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Em 1990 Renato deixa o Flamengo e passa a integrar a equipe do Fluminense.


Renato jogou pelo Fluminense de 1990 a 1993, onde fez 135 partidas e anotou 48 gols pelo Tricolor das Laranjeiras.

Seu jogo mais importante pelo Fluzão foi contra o América nas Laranjeiras final da Taça Guanabara de 1991.


Gol mais Bonito: Contra o Entrerriense nas Laranjeiras em 1990, Renato deu um chapéu de chilena no zagueiro e bateu cruzado.


Conquistas: Taça Rio - 1990
Taça Guanabara - 1991

Seus técnicos no Fluminense: Evaristo de Macedo, Paulo Emílio, Edinho, Gilson Nunes, Arthur Bernardes.


EM 1993 Renato deixa o Brasil e vai jogar na Suiça no Servette F.C

No Servette F.C Renato jogou de 1993 a 1997, onde jogou 157 partidas e marcou 38 gols.

Seu jogo mais importante foi contra o Estrela Bucareste da Romênia em Genebra “Suiça”Copa UEFA (1993).
Seu gol mais bonito foi contra o Sion em Genebra "Suiça", em 1992, Renato encobriu o goleiro de fora da área.


Conquistas pelo Servette F.C.:

Campeão Suiço 1993/1994;
Torneio de Ajácio - França.

Seus técnicos no Servette foram: Michel Roncam, Ilya Petrovich, Bernard Echalond, Barberis.


Em 1997 Renato retorna ao Brasil para jogar no Botafogo seu time de coração.

Renato jogou no Botafogo em 1997, onde jogou 20 partidas e marcou 7 gols.

Seu jogo mais importante foi contra o Flamengo na Maracanã em 1997.
Seu gol mais bonito, também foi contra o Flamengo no Maracanã, em 1997, Renato chutou forte de fora da área.


Conquistas pelo Botafogo:

Campeão Carioca - 1997

Seus técnicos no Botafogo: Jair Pereira e Joel Santana.


Em 1998 Renato sai novamente do Brasil para jogar no S.C Emelec do Equador.

Renato jogou no Emelec do Equador em 1998, onde fez 23 partidas e marcou 8 gols.

Seu jogo mais importante foi contra o Barcelona de Guaiaquil “Equador”


Seu gol mais bonito foi contra a Liga Deportiva em Quito - "Equador", Renato Pegou de primeira um cruzamento e chutou cruzado.


Conquistas pelo Emelec:

Classificação Copa Comebol 1998

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: arquivo www.renatocarioca.com.br

 

 

Renato Carioca, deixa um recado para as pessoas: "Vamos respeitar uns aos outros.Assim o mundo será muito melhor. E também lute sempre por seus objetivos, assim não se arrependerá de não ter tentado um dia."

 

Conheçam toda a história de Renato Carioca em seu site: www.renatocarioca.com.br, onde verão também que ele é administrador de 3 Escolinhas de Futebol, onde são franquias oficiais do Clube de Regatas do Flamengo.

São elas:

Escolinha Fla Cachambi;

Escolinha Fla Rocha;

Escolinha Fla Todos os Santos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto: arquivo www.renatocarioca.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo entrevista de Renato Carioca para Marcelo Dieguez em julho de 2015 na Gávea após o treino do FLAMASTER.

 

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo aparecem Marcelo Dieguez e Renato Carioca, outro amigo de longa data, já eramos amigos pela internet.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Renato Carioca, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, o historiador não vou deixar sua história ser esquecida".

 

 

Valeu Renato Carioca, e um abraço de seu amigo Marcelo de Paula Dieguez.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

www.marcelodieguez.com.br - o historiador - todos os direitos reservados