Documento sem título

ZICO, ex-meio-campo do Flamengo-RJ, Udinese-Itália, Kashima Antlers-Japão e Seleção Brasileira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Arthur Antunes Coimbra, o Zico nasceu no dia 03 de março de 1953 na cidade do Rio de Janeiro.

 

 

 

 

 

 

 

 


A vida e o futebol se confundem quando se fala de Zico.

 

 

Não somente por ele dedicar toda sua vida ao esporte mas, principalmente, por manter a mesma postura dentro e fora dos campos.

 

 

Uma atitude que sempre serviu de referência seja na formação de craques na bola ou mesmo no jogo de viver.

 

É um dos casos clássicos de quando a arte imita a vida.

 

Uma vida marcada por desafios e muita perseverança, fruto de uma criação primorosa que lhe fez aprender, desde cedo, que viver é uma grande benção.

 

Que um dia Deus apita e o jogo de cada um se inicia.

Um jogo que nunca sabemos quando termina e, justamente por isso, deve ser jogado intensamente e da forma mais honesta que exista, para um dia termos orgulho de assistir ao video-tape.




Fim do
século
XIX


ORIGEM: Arthur Ferreira da Costa Silva, avô materno de Zico, chega ao Rio oriundo da região portuguesa de Azemez. Implanta a cerâmica no Brasil estabelecendo-se com uma fábrica em Quintino. O avô paterno, Fernando Antunes Coimbra, residia em Tondela, também em Portugal.


1901

10 de Junho de 1901


Nasce José Antunes Coimbra, pai de Zico, em Tondela.



1911

Antunes vem para o Brasil com 10 anos de idade.


1919

19 de Janeiro de 1919

Nasce Matilde Ferreira da Costa Silva, mãe de Zico.



1926

Os pais de Zico se conhecem em Quintino. Antunes, com 25 anos, e Dona Matilde, ainda uma criança, com apenas 6 anos. Antunes era motorista do pai da jovem Matilde.


1943

Apesar da diferença de idade, Seu Antunes, com 42 anos, se casa com Matilde, com 23 anos. Início da família mais famosa de Quintino. Pela ordem, nasceram Zezé, Zeca, Nando, Edu e Tunico, antes de Zico.


1953

3 de março de 1953

Nasce ARTHUR ANTUNES COIMBRA, na casa 7 da Rua Lucinda Barbosa, em Quintino. Zico nasceu precisamente às 7h de parto normal. O nome Arthur é escolhido por Dona Matilde para homenagear o avô do Galinho, que viria a falecer no ano seguinte.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



1961

23 de abril de 1961

MEMÓRIA: A primeira lembrança que Zico tem do Maracanã data de 23 de abril. Na ocasião, o Flamengo derrota o Corinthians por 2 a 0 e conquista o Torneio Rio-São Paulo. Dida faz um dos gols e garante a idolatria do pequeno Zico.


1965

21 de janeiro de 1965

GRAMADO: Com quase 12 anos, Zico pisa pela primeira vez no gramado do Maracanã, terreno onde faria história anos mais tarde. Foi no dia 21 de janeiro, antes do jogo entre Flamengo x Vasco, pelo Torneio do Quarto Centenário (1 x 4).


1967

28 de setembro de 1967

FLAMENGO: Zico já se destacava no time da rua, o Juventude, e nas outras equipes da região que o convidavam para jogar pequenos torneios. Numa dessas competições de futsal, Ximango, do Juventude, leva o radialista rubro-negro Celso Garcia para ver o menino jogar no River, no bairro da Piedade. O Galinho, atuando com a camisa do Santos num torneio interno, não decepciona e é levado para um teste na Gávea. Dia 28 de setembro, faz o teste e passa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


1 de outubro de 1967

Estréia na Escolinha dia 1º de outubro marcando dois gols na vitória sobre o Everest (4x3).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




1969

Zico conhece Sandra Carvalho de Sá, irmã de Sueli, esposa de Edu.


1970

16 de junho de 1970

CHUTEIRAS: No dia 16 de junho, às 17h, num gesto simbólico, recebe as chuteiras do meia Carlinhos, que encerrava a carreira no Flamengo contra a Seleção Carioca (1 x 0). Antes, disputa pela Escolinha seu primeiro jogo no Maracanã (0 x 0 América).

 

No jogo de despedida de Carlinhos no dia 16/06/1970, onde o Flamengo ganhou o Troféu General Mendes de Morais no Maracanã, vencendo por 1 x 0 a Seleção Carioca, Carlinhos entrega sua chuteira (como um ato simbólico) para o menino-promessa Zico.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja que honra para Zico recebendo esta grande homenagem na despedida de Carlinhos dos gramados!!!!

 

 

 

 

 

 

Aqui o momento em que Carlinhos tira sua chuteira para entregar para Zico.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui o momento em que Zico agradece a Carlinhos pela Homenagem que simbolizou a chuteira do Violino.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


23 de agosto de 1970

Dia 23 de agosto começa a namorar Sandra.


18 de setembro de 1970

Dia 18 de setembro, o vice-presidente do Flamengo, George Helal, convoca uma equipe de especialistas para desenvolver a parte atlética de Zico.


1971

6 de março de 1971

ESTRÉIA: Dia 6 de março joga sua primeira partida oficial pelo time juvenil e deixa sua marca duas vezes (5 x 1 Madureira).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



14 de março de 1971

Logo depois, dia 14 de março, balança as redes do Maracanã pela primeira vez (1 x 1 Botafogo).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



11 de agosto de 1971

Dia 11 de agosto marca o primeiro gol no time principal, na Fonte Nova (1 x 1 Bahia).

 

 

 

 

 

 

Data: 14/08/1971
Partida: Flamengo 1 X 1 Botafogo(RJ)
Local: Maracanã/Rio de Janeiro/RJ
Competição: Campeonato Brasileiro de 1971

Gols: Rogério

FLAMENGO 1971 - Ubirajara Alcantara, Aloísio, Fred, Reyes, Liminha e Paulo Henrique.

Pai Mineiro(de boina), Rogério, Samarone, Zé Eduardo, ZICO e Rodrigues Neto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Data: 29/08/1971
Partida: Flamengo 0 X 0 São Paulo(SP)
Local: Morumbi/São Paulo/SP
Competição: Campeonato Brasileiro de 1971

Escalação:

Ubirajara Alcântara
 Aloísio
 Fred
 Reyes
 Paulo Henrique
 Liminha
 Renato Silveira
 Buião ( Tales)
 Samarone ( Zé Eduardo)
 Zico
 Rodrigues Neto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui Zico em seu segundo jogo contra o Vasco jogando no time principal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Data: 03/10/1971
Partida: Flamengo 0 X 0 Vasco(RJ)
Local: Maracanã/Rio de Janeiro/RJ
Competição: Campeonato Brasileiro de 1971

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



9 de dezembro de 1971

E no final do ano, dia 9 de dezembro, faz o primeiro gol pela Seleção Pré-Olímpica (Brasil 1 x 0 Argentina). Conquista o título do Pré-Olímpico no jogo seguinte (Brasil 1 x 0 Peru).

 




1972


DECEPÇÃO: Zico quase abandona a carreira ao saber que não está relacionado para as Olimpíadas de Munique.

4 de dezembro de 1972

Nos juvenis, conquista o título estadual marcando um dos gols na vitória sobre o Vasco, dia 4 de dezembro (2 x 0).

 

 

Joga poucas vezes, mas ajuda o time profissional a ser Campeão Carioca.

 

 

Aqui na Gávea com toda a equipe do Flamengo com a faixa e também colocaram a faixa no garoto embaixo à direita, por isso o motivo do riso de todos.

 

 

 

 

 

 

 

 




1973



1 de maio de 1973

PROFISSIONAL: Dia 1º de maio assina o primeiro contrato profissional com o Flamengo.

23 de setembro de 1973

Disputa várias partidas no time principal e marca o primeiro gol como profissional no Maracanã, dia 23 de setembro, de pênalti (2 x 2 Vasco).


1974

22 de dezembro de 1974

CAMISA 10: Se firma no time titular do Flamengo e conquista o primeiro título estadual jogando, dia 22 de dezembro. Nesse mesmo ano, chega a 49 gols numa temporada batendo o recorde histórico do ídolo Dida, que fez 46.


1975

18 de dezembro de 1975

CASAMENTO: Dia 18 de dezembro Zico e Sandra se casam em uma cerimônia realizada na Igreja de São José, na Lagoa. O Flamengo não conquista títulos, mas o Galinho é o artilheiro do Estadual com 30 gols.


1976

SAMBA: Zico é levado à quadra da Beija-Flor, em Nilópolis, e se apaixona pela escola de samba.

25 de fevereiro de 1976

Dia 25 de fevereiro estréia na Seleção Brasileira principal e marca, de falta, o gol da vitória contra o Uruguai na Copa Rio Branco, em Montevidéu (2 x 1).

7 de março de 1976

Dia 7 de março faz os quatro no massacre do Flamengo sobre a ‘Máquina Tricolor’ (4 x 1).

28 de abril de 1976

Dia 28 de abril, no jogo da volta contra os uruguaios, faz o primeiro gol no Maracanã com a Amarelinha.




26 de agosto de 1976

Morre o amigo e apoiador Geraldo, aos 22 anos, durante uma operação de amídalas.


1977

PACTO: Artilheiro do Campeonato Estadual com 27 gols, Zico não consegue evitar a perda do título para o Vasco, na final. Depois da partida, os jogadores selam um pacto de vitória no restaurante Barril 1800, que levaria o Rubro-Negro à série inesquecível de títulos.

15 de outubro de 1977

Dia 15 de outubro nasce o primeiro filho, Arthur Antunes Coimbra Júnior.


1978

COPA: Zico disputa sua primeira Copa do Mundo, na Argentina. Volta invicto, mas sem o título. No Flamengo, começa a cumprir a promessa. O Rubro-Negro conquista o título Estadual (1 x 0 Vasco) e o Galinho é o artilheiro com 19 gols.

16 de outubro de 1978

Dia 16 de outubro nasce o segundo filho, Bruno de Sá Coimbra.


1979

21 de fevereiro de 1979

DUAS VEZES: Dia 21 de fevereiro, Zico chega aos 245 gols e supera mais uma marca do ídolo Dida (1 x 0 Goytacaz), que era até aquele momento o maior artilheiro da história do clube. O Flamengo conquista o bi e o tri Carioca, num ano atípico em que foram disputados dois títulos estaduais. Chega a um novo recorde de gols numa temporada pelo Flamengo: 81 gols e 70 jogos. Esse número ainda não foi superado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


6 de abril de 1979

Dia 6 de abril joga ao lado de Pelé num amistoso beneficente em que o craque santista usa a camisa 10 do Flamengo (5 x 1Atlético-MG).

25 de junho de 1979

Dia 25 de junho marca um gol pela Seleção da Fifa num amistoso e recebe o reconhecimento internacional.


1980

1 de junho de 1980

BRASILEIRÃO: Dia 1º de junho o Flamengo conquista seu primeiro Campeonato Brasileiro, no Maracanã (3 x 2 Atlético-MG). Zico deixa sua marca uma vez nessa final e é o artilheiro da competição com 21 gols. Joga pela primeira vez em Udine e chama a atenção dos italianos. Flamengo conquista títulos na Europa.

 

Aqui em seu primeiro Título do Campeonato Brasileiro pelo Flamengo em 1980.

Em pé: Andrade, Marinho, Raul, Rondineli, Carlos Alberto e Júnior;

Agachados: Tita, Adílio, Nunes, Zico e Júlio César "Uri Geller".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E então começou a melhor fase de sua carreira, pois naquele ano conquistaria junto com aquele timaço o primeiro Campeonato Brasileiro para o Clube de Maior torcida do Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



1981



O gol da vingança

O torcedor botafoguense alfinetou durante nove anos o flamenguista por causa da goleada do alvinegro por 6 a 0 sobre o rubro-negro, em 1972.

Mas no dia 8 de novembro de 1981 foi o jogo da vingança.

 

 

 

 

 

O Flamengo devolveu o resultado: 6 a 0.

 

Foto= Jornal dos Sports arquivo de Marcelo Dieguez

 

 

 

 

 

 

O último gol flamenguista (e o mais comemorado da partida) foi marcado pelo volante Andrade, em chute de fora da área.

 

 

 

 

A torcida podia festejar o troco em cima do Botafogo.

 

 

Foto= arquivo de Marcelo Dieguez

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui Andrade e Nunes no jogo da vingança, e o placar já marcava 6 x 0.

 

 

 

 

Foto= arquivo de Marcelo Dieguez

 

 

 

 

 

 

 

 

O Flamengo jogou aquela partida com: Leandro, Raul, Mozer, Figueiredo, Andrade e Júnior;

Agachados: Tita, Adílio (depois entrou Chiquinho), Nunes, Zico (depois entrou Baroninho), e Lico.

 

 

 

Foto= arquivo de Marcelo Dieguez

 

 

 

 

 



23 de novembro de 1981

O GRANDE ANO: Momento histórico para Zico e para o Flamengo. Dia 23 de novembro o time conquista a Taça Libertadores após 3 jogos dramáticos contra o Cobreloa-CHI. Na decisão, Zico marca dois gols, um deles de falta (2 x 0).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



13 de dezembro de 1981

Na final do Mundial Interclubes, o Flamengo sagra-se campeão derrotando o Liverpool-ING, dia 13 de dezembro, em Tóquio (3 x 0).

O Galinho não marca, mas é e eleito o melhor em campo. Zico, Adílio, Júnior, Andrade e Cia chegam ao topo do mundo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Mundial Interclubes: 1981

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



1982

25 de abril de 1982

BI NO BRASILEIRO: Dia 25 de abril aquele time inesquecível do Flamengo chega ao bicampeonato brasileiro, superando o Grêmio na final (1 x 0). Mais uma vez é o artilheiro da competição com 21 gols.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



5 de julho de 1982

Zico disputa sua segunda Copa do Mundo, agora na Espanha. O time dos sonhos perde para a Itália, dia 5 de julho, na tragédia do ‘Sarriá’ (3 x 2).




1983

6 de janeiro de 1983

Dia 6 de janeiro nasce o terceiro filho, Thiago de Sá Coimbra.



29 de maio de 1983

TRI: Dia 29 de maio, o Flamengo chega ao tricampeonato brasileiro batendo o Santos na final, no Maracanã (3 x 0). Zico marca o primeiro gol em apenas 40 segundos de jogo. No mês seguinte, tem o passe vendido por US$ 4 milhões para a Udinese, da Itália.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



15 de junho de 1983

UDINESE: Dia 15 de junho, desembarca em Udine e é recebido com festa. Marca 19 gols na temporada.




1984

FALTAS: Zico é o terror dos goleiros na Itália e marca 24 gols pela Udinese na temporada, sendo dez em cobranças de falta. Converte-se no artilheiro do Campeonato Italiano por média de gols fazendo 19 e 24 jogos.




1985

24 de maio de 1985

DE VOLTA: Após uma operação comercial chamada ‘Projeto Zico’ e coordenada pelo presidente do Flamengo, George Helal, o Galinho volta ao Rubro-negro. Dia 24 de maio desembarca no Rio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 



29 de agosto de 1985

Mas, no dia 29 de agosto, uma entrada criminosa do zagueiro Marcio Nunes, do Bangu, contunde Zico em cinco pontos diferentes. A principal lesão é no joelho esquerdo.

22 de setembro de 1985

Dia 22 de setembro ainda volta a jogar (0 x 0 Flu),

21 de outubro de 1985

CIRURGIA: mas é obrigado a fazer a primeira operação, que acontece dia 21 de outubro.


1986

16 de fevereiro de 1986

A LUTA: Dia 16 de fevereiro volta a jogar, numa excursão do Flamengo pelo Oriente Médio. Marca três gols numa partida contra o Fluminense e carimba passaporte para a terceira Copa do Mundo.

30 de abril de 1986

Dia 30 de abril joga pela Seleção contra a Iugoslávia e marca mais três gols, um deles antológico (4 x 2). Apesar de sentir fortes dores no joelho esquerdo, disputa o Mundial no México.

21 de junho de 1986

Dia 21 de junho o Brasil é eliminado pela França, nos pênaltis, após empate no tempo normal. Zico desperdiça penalidade durante o jogo.

10 de agosto de 1986

Dia 10 de agosto o Flamengo conquista o título Estadual, mas Zico sente o joelho e joga apenas 10 minutos (2 x 0 Vasco). Segue para os EUA onde é submetido a uma segunda cirurgia.

12 de novembro de 1986

Seu Antunes falece dia 12 de novembro.


1987

21 de junho de 1987

MENGO TETRA: Zico trava uma batalha por sua recuperação, fazendo fisioterapia intensiva e tentando conviver com a dor. Dia 21 de junho volta aos gramados e marca gol de pênalti contra o Fluminense, em Caio Martins (1 x 1).

7 de julho de 1987

Dia 7 de julho assina seu último contrato com duração de dois anos.

13 de dezembro de 1987

TETRA: Comandado pelo técnico Carlinhos, o Flamengo conquista o tetracampeonato brasileiro no dia 13 de dezembro, no Maracanã (1 x 0 Inter). Substituído durante o jogo, Zico é aclamado pela torcida após a partida e volta ao campo para ser aplaudido.

14 de dezembro de 1987

Dia 14 de dezembro é operado pela terceira vez, quando é extraída parte de um dos meniscos e os pontos da segunda cirurgia no joelho.


1988

24 de fevereiro de 1988

SUPERAÇÃO: Dia 24 de fevereiro Zico volta a jogar após três operações no joelho (3 x 0 Volta Redonda). Viaja com o Flamengo para Tóquio, onde conquista a Copa Kirin. Atua em 25 partidas na temporada.


1989

24 de fevereiro de 1989

DESPEDIDA I: Dia 24 de fevereiro homenageia os italianos de Udine e faz sua despedida da Seleção no estádio Comunale Dei Friuli. O Brasil perde para um combinado de estrangeiros (2 x 1).

2 de dezembro de 1989

Ainda joga 32 vezes pelo Flamengo neste ano. A última delas no dia 2 de dezembro contra o Fluminense, em Juiz de Fora (5 x 0). Zico marca um gol de falta.


1990

6 de fevereiro de 1990

DESPEDIDA II: Dia 6 de fevereiro se despe do Flamengo com uma grande festa no Maracanã (Flamengo 2 x 2 Resto do Mundo). Em março, aceita convite para ser Secretário Nacional de Esportes, com status de Ministro. Desenvolve a Lei Zico, que teria 83% de seu texto copiado posteriormente pela Lei Pelé.


1991

21 de maio de 1991

ARIGATÔ: Deixa a secretaria em março e dois meses depois aceita convite para jogar no Japão. Dia 21 de maio assina contrato com o Sumitomo Metals, da segunda divisão. Os japoneses pedem ajuda de Zico para desenvolver o esporte no país, jogando e emprestando sua imagem e experiência.


1992

GOLS: Conquista a artilharia com 21 gols e o título da Copa Muroran. O Sumitomo passa a se chamar Kashima Antlers.

Sumitomo Metals fica em 2º lugar no campeonato da Segunda Divisão e garante vaga no primeiro campeonato profissional da liga japonesa, denominada J-League.


1994

10 de outubro de 1994

DESPEDIDA III: Dia 10 de outubro joga sua última partida pelo Kashima na vitória sobre a Seleção de estrangeiros que atuavam no Japão (3 a 1). Zico fecha sua passagem pelo futebol japonês com 88 jogos e 54 gols. A essa altura, o Kashima já era uma potência nacional que brigava por títulos. Para retribuir, os japoneses fazem o Carnival 94, uma série de eventos homenageando o Galinho em sua despedida definitiva dos gramados.


1995

20 de janeiro de 1995

Dia 20 de janeiro cria o Centro de Futebol Zico, no Recreio dos Bandeirantes, para desenvolver jovens atletas. Trabalha como consultor do Kashima.


1996

20 de janeiro de 1996

MAIORIDADE: O Centro de Futebol Zico ao comemorar o primeiro aniversário, no dia 20 de janeiro de 1996, Zico promove o "Encontro das Copas", reunindo pela primeira vez 90 jogadores e ex-jogadores brasileiros que disputaram Copas do Mundo.

20 de julho de 1996

Dia 20 de julho é fundado o Rio de Janeiro Sociedade Esportiva, que depois mudaria de nome para CFZ do Rio. Zico Assume a direção técnica do Kashima.


1997

8 de janeiro de 1997

ANTUNES: Dia 8 de janeiro morre o irmão mais velho, Antunes, o Zeca.

27 de setembro de 1997

Dia 27 de setembro o CFZ de Rio conquista a terceira divisão do Campeonato Carioca (1 x 0 Duquecaxiense). O gol do título foi marcado pelo atacante Takayuki Suzuki, que defende a Seleção do Japão.


1998

6 de março de 1998

Dia 6 de março o nome CFZ do Rio é oficializado. Dois meses antes da Copa do Mundo, na França, Zico aceita convite para ser o coordenador-técnico da Seleção Brasileira, que viria a ser vice-campeã Mundial perdendo para a anfitriã na final (3 x 0).


1999

24 de janeiro de 1999

Dia 24 de janeiro Zico é operado pela quarta vez, por Neylor Lasmar.

1 de agosto de 1999

Dia 1º de agosto é fundado o CFZ de Brasília, a filial na capital federal.


2000

Zico assume a Presidência do Comitê Organizador para tentar trazer a Copa do Mundo de 2006 para o Brasil. O projeto não avança, mas serve de aprendizado em tentativas posteriores.

 

 

 

Em 2001, Time Masters do Fla. O local é o estádio Antunes, do CFZ, time do craque Zico. Em pé: Vitor (é o terceiro), Jaime (o quarto), Nunes (o sexto), Júlio César (o sétimo), Zico (o décimo), Adalberto (o décimo primeiro) e o goleiro Hugo. Agachados: Gilmar Popoca, Delacir, Élder, Reinaldo, Edu Coimbra, um jogador não identificado, Andrade, Renato (ex-Flu, Fla e América), Adílio e o goleiro Cantarele.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



2002

29 de junho de 2002

PRESIDENTE E TÉCNICO: Dia 29 de junho o CFZ de Brasília conquista o título estadual e o direito de disputar a Copa do Brasil.

22 de julho de 2002

Dia 22 de julho assume o comando da seleção do Japão, substituindo o francês Philippe Troussier.

17 de novembro de 2002

Dona Matilde falece dia 17 de novembro.


2003

Zico segue no comando da seleção japonesa e lança biografia de 50 anos com Roberto Assaf e Roger Garcia.


03 de março de 2003

comemora o cinqüentenário.

14 de junho de 2003

ENTRA NO AR O ZICO NA REDE.

11 de julho de 2003

O game Winning Eleven 7, com Zico na capa, bate o recorde de vendas no Japão. Dia 11 de julho é apresentada, no Maracanã, a parceria com o Governo do Estado para levar futebol a comunidades de baixa renda.

16 de dezembro de 2003

Japão empata com a Coréia do Sul (0x0) e fica com o vice na Copa do Leste pelos critérios de desempate.

20 de dezembro de 2003

Recebe o prêmio no Rio como melhor jogador dos últimos 30 anos.


2004

RUMO A COPA: Em janeiro é divulgada a primeira lista de convocados para a disputa das Eliminatórias.


18 de janeiro de 2004

Marca o dia de um amistoso histórico entre o CFZ de Brasília 2 x 3 Flamengo. Zico acompanha na tribuna do estádio Mane Garrincha.

18 de fevereiro de 2004

Um mês depois o Japão estréia nas Eliminatórias derrotando Omã (1x0).

No ar a versão japonesa do Zico Na Rede! Em abril é inaugurado Museu do Kashima Antlers com homenagens a Zico.

28 de abril de 2004

O Japão vence amistoso contra a República Tcheca, em Praga (1x0)!

13 de junho de 2004

OLIMPÍADAS: Zico conduz a Tocha Olímpica no Rio e realiza o sonho de participar de uma Olimpíada, pelo menos por alguns minutos.

13 de julho de 2004

O Japão conquista a Copa Kirin, o primeiro título com Zico (1x0 Sérvia e Montenegro).

07 de agosto de 2004

Após campanha invicta, o Japão conquista a Copa da Ásia (3x1 China).

13 de outubro de 2004

Com uma rodada de antecedência, os japoneses garantem vaga na segunda fase das Eliminatórias por 1x0 contra Omã.


2005

MAIS PERTO DA VAGA: Seleção se prepara na cidade de Miyazaki para a fase final das Eliminatórias Asiáticas.


20 de janeiro de 2005

Centro de Futebol Zico completa 10 anos

ZNR fica entre os 10 no juri popular do Prêmio Ibest

29 de abril de 2005

Zico integra time de craques em série de DVD´s lançada na Itália

08 de junho de 2005

Com uma vitória por 2 x 0 contra a Coréia do Norte, o Japão assegurou a vaga na Copa do Mundo da Alemanha com uma rodada de antecedência.

22 de julho de 2005

Depois de uma vitória na segunda rodada contra a Grécia e uma derrota para o México, o Japão se despede da Copa das Confederações na Alemanha após empatar com o Brasil.

17 de agosto de 2005

Japão encerra a participação nas Eliminatórias com a melhor campanha após uma vitória contra o Irã (2 x 1)

05 de dezembro de 2005

Japão encerra o ano mais uma vez como a melhor seleção da Ásia eleita pela Confederação local.




 

 

 

 

 

 

 

Maradona e Zico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pelé e Zico em 1979 quando Pelé jogou pelo Flamengo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui Romário e Zico no Jogo das Estrelas em 2009 no Rio de Janeiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui fazendo gol de falta, foto da comemoração dos seus 50 anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 2010 Zico também contribuiu com o Flamengo adquirindo seu tijolinho para a Construção do Centro de Treinamento do Flamengo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui os amigos Nunes, Mozer, Zico, Adílio e Junior

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por: Marcelo de Paula Dieguez

 

 

 

 

 

 

 

Fonte de Pesquisa:





http://www.ziconarede.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estive no Rio de Janeiro visitando meu grande Ídolo, o Zico, onde levei meu filho Murilo para conhecer esse craque, Zico concedeu entrevista exclusiva para nosso arquivo, e também autografou minhas camisas, e de quebra me deu uma de presente.

Realizei o sonho de criança e de Historiador entrevistando o Maior Ídolo do Flamengo.

 

Obrigado Zico !!!

 

 

Um dia antes levei o Murilo para conhecer o Marcanã onde tiramos foto com a estátua de Zico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entrevista histórica e exclusiva de Zico para Marcelo Dieguez

Parte1

 

 

 

 

 

 

 

Parte Final

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Zico autografa camisa de Marcelo Dieguez

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Zico, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".

 

 

 

 

Um abraço de seu amigo Marcelo de Paula Dieguez.

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

www.marcelodieguez.com.br - o historiador - todos os direitos reservados