Documento sem título

TOBY, meio-campo, ex-Coritiba-PR, Bangu-RJ, Vitória da Bahia e Iraty-PR.

 

 

Toby, é o apelido de Dorival Mateus da Costa, ele nasceu em Uraí no Paraná no dia 18 de fevereiro de 1962.

 

Toby em 2009 em Curitiba.

 

 

 

 

 

Aqui Toby no Coritiba em 1985.

 

 

 

 

 

Começou sua carreira jogando em Uraí no Palmeirinha do Pernambuco, e iniciou como primeiro volante, depois passou para segundo volante e até jogou como terceiro volante.

 

Foi para o juvenil do Coritiba em 1978.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sua estréia no profissional do Coritiba foi em 1979 contra o União Bandeirante, onde jogou 10 minutos do jogo da final do Campeonato, onde sagrou-se Campeão Paranaense.

 

 

 

 

 

Na legenda aparece um erro bem no nome de Toby, escreveram Toni, mas é o Toby

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já no ano de 1981 estava no time titular em um jogo contra o Atlético Paranaense, onde se firmou no time.

 

 

 

Toby recebe o amigo Marcelo Dieguez em Curitiba para uma entrevista exclusiva.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois do Coritiba foi jogar no Bangu:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois do Bangu foi jogar no Vitória da Bahia, onde foi BiCampeão Baiano em 1990/1991.

 

 

Jogou ainda no Iraty, onde foi Campeào Regional em 1994.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Títulos:

 

No juvenil do Coritiba conquistou a Copa Tribuna;

Nos juniores foi Campeão Paranaense;

Em 1979 em seu primeiro ano como profissional foi Campeão Paranaense;

Em 1985 foi Campeão Brasileiro pelo Coritiba;

Em 1987 já no Bangu do Rio de Janeiro sagrou-se Campeão da Taça Rio;

Conquistou um Bi-Campeonato Baiano em 1990 e 1991 pelo Vitória da Bahia;

No Irati em 1994 conquistou um Campeonato Regional.

Em 1984 recebeu uma premiação da Coca-Cola por ser o melhor jogador do Estado do Paraná.

 

 

Um jogo inesquecível foi a final de 1985, onde venceram o Bangu em uma partida de muitos gols, mas naquela campanha também houve uma derrota para o Internacional por 4X0 que balançou muito o elenco, mas que conseguiram dar a volta por cima e chegar ao grande título daquele ano e que sempre será lembrado.

 

Seu ídolo é o Falcão que jogava no Internacional e mais tarde virou o Rei de Roma.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Toby trabalhou com muitos técnicos, como: Didi, Zagallo, Paulo César Carpegiani, Pinheiro e Ênio Andrade.

 

Fez cerca de 30 gols em sua carreira, sendo que fez gols importantes, como em 1985 contra o São Paulo na caminhada para o título e também pelo vitória em 1990 e que foi eleito o gol do Fantástico na Rede Globo.

 

Toby mandou um abraço a todos os amigos desde sua cidade natal, Uraí, Sertaneja que também tem muitos amigos, Cornélio Procópio, Curitiba, e pelo Brasil afora onde fez e ainda faz muitos amigos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Toby recebeu Marcelo Dieguez em Curitiba para uma entrevista exclusiva, onde contou a história de sua carreira, este foi um encontro de 2 pé vermelhos da mesma região, pois Toby é de Uraí que fica a 40 quilômetros de Sertaneja, a cidade onde Marcelo nasceu.

 

 

 

Toby escreveu e lançou um livro, onde conta sua história que junta-se com a conquista do Campeonato Brasileiro do Coritiba em 1985.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Toby mostra suas fotos do Coritiba

 

 

 

 

 

 

 

 

Toby com a camisa do Coritiba.

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja abaixo a entrevista exclusiva de Toby para O Historiador Marcelo Dieguez em 2009.

 

 

 

 

Grande tristeza, mais um Ídolo do futebol se foi, faleceu neste dia 03 de novembro ainda na madrugada, o Toby Campeão Brasileiro em 1985 pelo Coritiba, grande Ídolo do Coxa, também jogou no Bangu no Rio de Janeiro, Vitória da Bahia e Iraty no Paraná.

A informação foi confirmada pelo próprio clube, que postou uma nota de luto no site oficial do time.

De acordo com a nota, o velório de Toby, que tinha 53 anos, será no estádio Couto Pereira, ainda sem horário confirmado. O atleta é um dos grandes nomes da história do Coxa, responsável pela camisa 10 da conquista do maior título do time, o Campeonato Brasileiro de 1985.

“O Coritiba decreta luto oficial por três dias em homenagem a este grande nome da história coxa-branca e lamenta com pesar esta enorme perda”, diz a nota publicada pelo clube. “A diretoria administrativa coxa-branca, em nome de atletas, comissão técnica e corpo funcional, transmite suas condolências à família”.

 

 

http://www.coritiba.com.br/artigo/24619/obrigado_toby

 

 

 

 

 

 

Marcelo Dieguez e Toby em Curitiba.

 

 

 

 

Foto=www.marcelodieguez.com.br

 

 

 

 

 

 

"Toby, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, o historiador, não vou deixar sua história ser esquecida".

 

 

 

Valeu Toby,um abraço do amigo Marcelo de Paula Dieguez.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

www.marcelodieguez.com.br - o historiador - todos os direitos reservados